No início da manhã de terça feira

16 de maio, centenas de pessoas,  especialmente da área da saúde,  lotaram as ruas centrais de Brasília de Minas na caminhada em comemoração ao Dia da Luta Antimanicomial.

O tema deste ano é :”Faz escuro em todo canto, mas eu canto”. O evento foi promovido pela Prefeitura Municipal,  por meio da Secretaria de Saúde,  sob a coordenação de Edneia Cangussu,  coordenadora de saúde mental do município.  O objetivo deste evento é divulgar e enfatizar o novo modelo de atenção ao doente mental.

O Caps – Centro de Atenção Psicossocial- tem como meta a reinserção do indivíduo com distúrbio mental na sociedade. Existem dois CAPS em Brasília de Minas: o CAPS 1 trata os problemas relacionados à saúde mental.   E agora apartir da nova Administração  Municipal, existe o CAPS AD3,  onde são acompanhados os pacientes dependentes de álcool e outras drogas.

Foram parceiros deste evento a Capoterapia, a Apae e a Secretaria de Cultura  Lazer,  que apresentaram durante o evento atrações como Teatro e demonstrações de Capoterapia

A Capoterapia é uma terapia alternativa onde se utiliza elemento da capoeira adaptada para pessoas sem hábito de prática de atividade física ou esportiva, respeitando a condição física, as potencialidades, os limites e as características psicológicas individuais de cada individuo.

Também foram realizadas duas palestras.  A primeira,   ministrada  pela coordenadora Ednéia Cangussu,  com o tema ” O que é Caps e suas modalidades”.  A segunda palestra foi ministrada pelo Médico Psiquiatra Leandro Campos Vieira,  com o tema “A Luta Antimanicomial”

O prefeito Professor Geélison, que participou desde a caminhada até o encerramento,  parabenizou os organizadores da Secretaria de Saúde e reforçou: “Saúde,  assim como a Educação,  sempre serão prioridade em meu governo”.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *